Como fazer a cloração da sua piscina corretamente?

2 de junho de 2017
Como fazer a cloração da sua piscina corretamente?

Em um dos blogs passados, explicamos a você a importância de manter o pH da água da sua piscina equilibrado e como fazer isso da forma correta. Tão importante quanto o pH é a cloração da piscina. Se feita de forma errada, pode trazer diversos problemas para a sua piscina e para a sua saúde.

Ainda que atualmente existam sistemas que auxiliam no tratamento da sua piscina, o cloro é um dos principais produtos para cuidar da água da sua piscina. É através dele que são eliminados odores e que a matéria orgânica presente na piscina é oxidada. O cloro também atua protegendo a piscina do aparecimento de algas e, principalmente, bactérias nocivas à saúde humana.

O uso do cloro é obrigatório?

SIM. De acordo com as normas vigentes da Vigilância Sanitária, não é possível realizar um tratamento efetivo de uma piscina sem utilizar um desinfetante residual, ou seja, é obrigatório a utilização de um método de tratamento que, como o cloro, deixe um residual de proteção na piscina.

Entretanto, apenas o cloro não é suficiente. Piscinas tratadas somente com cloro podem ficar turvas e, para que isso não aconteça, é necessário potencializá-lo com tratamentos complementares. Por exemplo: o tratamento com ozônio, com ultra-violeta, com ionizadores, entre outros.

Qual a quantidade de cloro ideal?

A resposta para essa pergunta depende de uma série de fatores. Primeiramente, é necessário calcular o volume da sua piscina. Quanto maior for o volume, maior será necessária a quantidade de cloro. O segundo passo é corrigir a alcalinidade e o pH da água. Após a correção desses dois parâmetros, é hora de aplicar o cloro. Em geral, a quantidade de cloro necessária é de 4 gramas para cada 1.000 litros de água.

LEMBRE-SE: a cloração, assim como a quantidade de cloro necessária, pode variar de acordo com a época do ano e com a intensidade de uso da sua piscina. Por exemplo, se sua piscina for aquecida, será necessário realizar esse tratamento com mais frequência, uma vez que o cloro evapora com maior facilidade em temperaturas mais altas. Saiba mais aqui.

Como fazer a cloração de maneira correta?

Indica-se que, até obter uma padronização desse procedimento, você realize a cloração da sua piscina diariamente para garantir que o índice não fique abaixo de 1ppm. Confira abaixo o passo a passo de como realizar esse procedimento:

  1. Analise a alcalinidade e o pH da piscina e, se necessário, ajuste-os. O pH deve estar entre 7,2 e 7,4, enquanto a alcalinidade deve permanecer entre 80 e 120ppm.
  2. Hora da cloração.  Encha um balde plástico até a metade com água da própria piscina.
  3. Coloque a quantidade indicada de cloro no balde e dilua com o auxílio de algo plástico.
  4. Após diluir completamente o cloro, jogue-o em toda a superfície da piscina.15
  5. Em seguida, filtre sua piscina por aproximadamente 1 hora, para que o cloro se espalhar de maneira homogênea.
  6. Finalmente, é hora de verificar o nível de cloro da sua piscina. Após a homogeneização, se o índice de cloro estiver abaixo de 1ppm será necessário realizar outra aplicação. Caso o cloro esteja dentro dos parâmetros indicados (entre 1 e 3ppm) a piscina já está devidamente tratada e pronta para o uso.

ATENÇÃO: Alguns erros são muito comuns na hora de fazer a cloração da sua piscina. Por isso, atenção!

– Não jogue o cloro diretamente na piscina. Isso pode danificar o seu revestimento;

– Não realize a mistura com o auxílio de materiais metálicos. O cloro é extremamente oxidante e o contato com o metal pode prejudicar sua eficácia no tratamento;

– Proteja suas mãos e utilize máscara de proteção na hora de manusear o cloro. Como dissemos, o cloro é um forte oxidante e pode causar ferimentos em contato direto com a pele, assim como prejudicar as vias respiratórias, causando até intoxicação.

E o cheiro de cloro na piscina?

Irritação nos olhos e cheiro forte de cloro não significa que o produto está em excesso na água! Geralmente, o forte cheiro de cloro indica que algo não vai bem no tratamento da água da sua piscina. Por isso, é necessário checar se o pH está correto e se atentar para possíveis alterações na água.

A Henrimar conta com alguns acessórios para auxiliar na limpeza da sua piscina, como nosso kit limpeza e nosso estojos de testes. Cuidar da saúde da sua piscina também é cuidar da saúde de toda a sua família!