Por que a água da piscina ficou turva? Resolva o problema

14 de setembro de 2018
Por que a água da piscina ficou turva? Resolva o problema

Quando a água da piscina fica com aquela aparência esbranquiçada (ou quem sabe pior do que isso) não tem quem queira entrar lá dentro. E não é recomendado mesmo. A água turva é sinal de que a piscina está com um alto nível de bactérias. E mais do que isso: a água nesse estado danifica os equipamentos da piscina.
Mas não se desespere, você pode recuperar a água cristalina da sua piscina. Falaremos de alguns métodos que podem solucionar o seu problema. Mas antes vamos entender o que pode ter causado o problema da água turva.

Água turva: o que pode ter acontecido?

É importante entender o que pode ter causado o problema da água turva: a causa está diretamente ligada à solução.

Fatores prejudiciais aos produtos químicos

Há várias formas de desinfetar a água da piscina. Dentre elas a principal forma é o cloro.
Quando detritos naturais, como folhas, caem na piscina, os desinfetantes irão imediatamente atacá-los. Mas o correto é que sejam removidos pelo filtro ou manualmente (caso sejam grandes demais). Caso contrário, os produtos químicos, destinados a manter a água da piscina saudável, não conseguirão realizar seu trabalho. Afinal, estarão ocupados demais com outra coisa. Assim, os desinfetantes deixam de ser eficazes contra agentes infecciosos e bactérias, como a E. coli. Dessa forma, a água da piscina fica turva. Ou seja, desagradável e perigosa.

água turva

Imagem: Shutterstock


Outra maneira de levar substâncias estranhas à piscina é por meio das próprias pessoas: suor, protetor solar, produtos de beleza, urina. Essas substâncias são, na verdade, a razão para que os produtos químicos sejam necessários. Por isso, o excesso dessas substâncias exige o uso maior de desinfetantes. Se isso não for feito, um dos resultados possíveis é a água turva. Afinal, se não houver produto químico suficiente surgirão mais e mais bactérias.
O sol é outro fator que pode prejudicar os produtos químicos da piscina. Basicamente, o cloro evapora. E sem cloro, a água fica suja. Uma dica é colocar o cloro na piscina sempre na parte da noite.

Falhas no sistema de circulação

Uma das principais causas por trás da água turva é o mau funcionamento do sistema de circulação. Esse sistema é composto basicamente pelo filtro, pela bomba e por uma rede de tubos. Mantê-los funcionando corretamente é o primeiro passo para preservar a água saudável de uma piscina.
Para que a circulação cumpra com sua função adequadamente é preciso, claro, que os equipamentos estejam operando sem problemas. Além disso, não podemos esquecer de manter o filtro funcionando por pelo menos 8 horas diárias. Nesse cenário, a água ficará limpa e o máximo que poderá acontecer é aparecerem alguns poucos detritos. Naturalmente levados até à piscina pelo vento, por exemplo. Já falamos sobre eles. É bem simples removê-los.
Uma filtragem inadequada resulta em uma água contaminada. Afinal, o filtro remove o que não deveria estar na água. E, acredite, a água turva é o menor dos seus problemas caso o filtro continue não cumprindo o seu dever.
Há alguns fatores que podem fazer com que o sistema de circulação não funcione como deveria. Primeiro, o tempo de uso. Não é de se espantar que, conforme o tempo passe, equipamentos deixem de ser eficientes. Então, não deixe sua piscina com equipamentos fora da validade. Isso pode trazer prejuízos grandes e uma baita dor de cabeça.
Outra causa é quando a piscina não é devidamente tratada. Então, uma água imprópria, além de não fazer bem para você, também não fará bem para a sua própria piscina. A água contaminada danifica os equipamentos.
Portanto, o sistema de circulação e os desinfetantes garantem uma água limpa e saudável.

Química da água

Manter o pH equilibrado é fundamental para se ter a água da sua piscina limpa. Isso está diretamente ligado ao que vimos no primeiro ítem. Ou seja, produtos químicos na quantidade certa (e sem nada que prejudique o trabalho deles!) são importantes para não termos o risco de acordar e dar de cara com a água da piscina turva. Ou coisa pior, como problemas com algas que dão ainda mais trabalho.
Um pH alto também pode deixar a água turva. Mas atenção: não confunda água turva com a supercloração, onde a água fica em um tom cinza azulado por um tempo.

água turva

Imagem: Shutterstock

Acabe com a água turva da sua piscina

Agora que já sabemos as possíveis causas da água turva na sua piscina, vamos à solução. Pode ser um pouco trabalhoso, mas nós vamos te ensinar passo a passo!

1. Limpeza profunda

Antes de qualquer coisa, é importante retirar os detritos maiores da piscina com um skimmer. O skimmer principal fica na superfície da piscina. Portanto, os detritos do fundo acabam passando despercebidos. Se tiver problemas com eles, recomendamos que drene a piscina.
Depois, escove as paredes com uma escova adequada para o seu tipo de piscina. Em seguida, é preciso aspirar.
Se tiver problemas com qualquer uma dessas etapas, acesse nosso blog sobre aspirar, filtrar e drenar! Lá tiramos todas as suas dúvidas!

2. Supercloração

Se o caso de água turva da sua piscina for muito intenso, é preciso realizar o tratamento de supercloração. Você vai saber se isso é necessário verificando o nível de cloro da sua piscina com um kit de teste. Se o nível estiver em 0,5 ppm, comece o tratamento imediatamente.
A supercloração funcionará como um choque, atacando e se livrando das bactérias da sua piscina. Para fazer esse tratamento é preciso colocar na água cloro em quantidade suficiente para que ela fique de uma coloração cinza azulada. Mas atenção: nunca coloque mais do que 20 gramas/m³ por vez. Depois, você precisa esperar que a piscina seja limpa naturalmente. O que pode demorar cerca de 24 horas. Após isso, teste novamente os níveis com o kit de teste.
É possível que a água turva esteja sendo causada pela presença de alga na sua piscina. Se esse for o caso, recomendamos que confira como tratar algas mais detalhadamente em outro de nossos blogs!

3. Faça bom uso do filtro

Já dissemos como o filtro é importante. É impossível ter uma água de piscina saudável se ele não estiver funcionando bem. Além disso, ele também é vital para o tratamento de supercloração. Afinal, o filtro é aquele que deixará a água limpa outra vez.
Então, tenha certeza de que ele está limpo e funcionando como deve!

4. Equilibre o pH

Já falamos sobre isso, mas vale reforçar. Quando tiver certeza de que a água está limpa, teste-a com o kit que já mencionamos. Com ele, você não só verifica os níveis de cloro, mas pode fazer ajustes se necessário nos níveis de outros produtos químicos também.

5. Floculante

Vamos falar agora de um tratamento eficaz para outras situações: caso tenha pressa para ter a sua piscina limpa ou se a água turva não está tão ruim. Nesses casos use um floculante. O produto age da seguinte maneira: ele reúne todas as partículas que estão tornando a sua água turva e depois as manda para o fundo da piscina.
Nesse ponto, é preciso tirar a sujeira acumulada. Você precisará limpar manualmente usando a bomba da piscina. Ao aspirar, deixe o filtro na opção de drenagem.

6. Clarificante

O clarificante não resolverá o problema da água turva. Ele é antes uma espécie de prevenção. Portanto, pode ser uma boa escolha utilizá-lo na rotina semanal de tratamento da água da sua piscina. O clarificante ajudará a manter a água bem conservada, coagulando detritos e facilitando a sua captura pelo filtro.
Se a sua piscina não estiver sendo utilizada, use uma capa! Isso ajuda muito a evitar esse tipo de problema.

água turva

Imagem: Shutterstock


Lembre-se: água com pH sempre balanceado e sistema de circulação em pleno funcionamento! Deixe sua piscina sempre limpa e própria para os momentos de lazer.