Será que a água da sua piscina pode ser proliferadora da Covid-19?

7 de maio de 2021
Será que a água da sua piscina pode ser proliferadora da Covid-19?

Em tempos de pandemia, todo cuidado parece pouco, né? Álcool em gel aqui, ali e em todo lugar. Usa máscara e coloca para lavar. Não esquecendo de higienizar as roupas usadas fora de casa. E é por isso que este blog vai falar sobre um assunto muito importante: a transmissão da Covid-19 através da água da piscina. Acontece ou não? Como o vírus se comporta dentro da água? Então leia o blog na íntegra para saber mais sobre o tema. Cuidado nunca é demais.

Boas notícias

Segundo pesquisas, a transmissão da Covid-19 em ambientes como o de piscinas é extremamente baixa. Mas de onde veio essa preocupação? Bom, é fato que a água da piscina é compartilhada entre as pessoas que ali entram. E ao mesmo tempo que nossos corpos excretam substâncias, também as absorvem. Por isso que às vezes, ao frequentarmos lugares com muitas pessoas, acabamos por ficar doentes.

Como sabemos que é baixa, então? Através de pesquisas, claro. O Reino Unido, depois de começar a liberar suas atividades, acompanhou de perto a reabertura de cada setor, inclusive o do esporte. Assim, pôde investigar os lugares que tinham maior propensão a propagar o vírus e os que tinham taxas reduzidas. E claro, lugares onde o uso da máscara não era possível traziam maior insegurança em relação à liberação.

Por isso que, ao optarem pela reabertura de academias de natação, por exemplo, estudos começaram a ser realizados. Para assim garantir a segurança de alunos e professores. Mas você sabe o porquê de esses resultados serem tão bons e motivadores assim? Porque o vírus é inativado em rápidos 30 segundos! Mas quer saber por que isso acontece? Então não pare a leitura por aqui, ainda tem muito para você se surpreender.

O que a água da piscina tem para isso acontecer?

Em primeiro lugar, é preciso deixar claro que não é qualquer água de piscina. Só entram nessa lista as que recebem o tratamento adequado de acordo com a periodicidade indicada. Ou seja, não dá para querer justificar que você pode nadar livremente no mar ou em rios, achando que não corre muitos riscos de ser contaminado pelo novo Coronavírus.

Para que o vírus seja inativado, a água precisa atingir certos parâmetros. Wendy Barclay, professora especialista em virologia pela Imperial College London, estabeleceu as seguintes medidas:

  • Nível de cloro: 1,5 mg por litro de água;
  • Nível de pH: entre 7 e 7,2.

Ela revela: “Realizamos esses experimentos em nossos laboratórios de alta contenção em Londres. Nessas condições seguras, podemos medir a capacidade do vírus de infectar as células, que é o primeiro passo para sua transmissão. Ao misturar o vírus com a água da piscina que nos foi entregue pela equipe do Water Babies, pudemos mostrar que o vírus não sobrevive na água da piscina, pois não era mais infeccioso. Isso, juntamente com o fator de diluição do vírus que pode chegar à piscina vindo de uma pessoa infectada, sugere que a chance de contrair Covid-19 com a água da piscina é insignificante”.

Ou seja, os fatores podem mudar de acordo com a situação. Os cuidados ainda precisam continuar mesmo que as notícias sejam boas. Mas isso não diminui a esperança e a expectativa em retomar, o quanto antes, as atividades rotineiras fora da nossa própria casa. Esse é um sinal de que as coisas estão melhorando e tendem a se normalizar cada vez mais.

Os cuidados precisam parar?

Não, e nem podem! Claro que você pode comemorar essa boa notícia em uma piscina. Afinal, as notícias boas às vezes parecem tão escassas, né? Mas lembre-se: evite aglomerações, seja consciente e cuide dos seus.

Além disso, você pode ler mais sobre como fazer a manutenção na água da piscina. Basta clicar no título do blog: Guia para iniciantes sobre como fazer a manutenção da sua piscina!

Sem contar que, quando o assunto é água de piscina e tudo que ela envolve, existem muitos outros temas que podem ser tratados. E você pode ler mais bem aqui. Fique por dentro das vantagens de se ter uma piscina em casa. Pois se até a Covid-19 não resiste a um mergulho, por que você precisa ficar se privando, né? Se fossemos você, não perderíamos essa chance.