Piscina turva: possíveis razões para o problema

5 de fevereiro de 2021
Piscina turva: possíveis razões para o problema

As principais causas por trás de uma piscina com água turva são a química da água inadequadamente balanceada, condições externas que afetam a água, bem como uma filtragem insuficiente. Resolver o problema da água turva pode exigir bastante paciência. Mas conhecer a razão por trás do seu problema pode tornar o processo de limpá-la mais fácil — além disso você pode garantir que não volte a acontecer!

Confira abaixo, mais detalhadamente, os motivos acima citados que contribuem para a sua piscina estar turva.

Produtos químicos desbalanceados

A água da sua piscina deve sempre estar bem equilibrada, ou seja, com cada um de seus químicos na medida certa!

Níveis inadequados de pH e cloro

O pH e o cloro são os culpados mais comuns para uma piscina turva. O pH pode não ser diretamente responsável pelo problema, mas caso esteja fora de seus níveis ideais, ele afeta a maneira como os demais químicos fazem o próprio trabalho.

Em geral, um pH muito alto faz com que o cálcio não consiga se dissolver na água como se deve, o que causa a água turva e também incrustações de cálcio. No caso de um pH baixo, o afetado é o cloro. O cloro livre é responsável por desinfetar a água, mas com um pH baixo, ele se esgota rapidamente. E uma grande quantidade de cloro combinado acaba se formando. Isso faz com que a água fique turva. Pois, nesse estado, o cloro é inútil no combate às bactérias, algas e outros microrganismos presentes na água.

Alcalinidade total alta (AT)

Você também precisa prestar atenção a um possível nível de alcalinidade total alto! Já que isso afeta tanto o pH, quanto o cálcio! E nós vimos, anteriormente, que isso leva a uma piscina com água turva.

Alta dureza de cálcio

Níveis muito altos de dureza de cálcio na água fazem com que o nível de cálcio aumente. Ele é incapaz de se dissolver e acaba se acumulando na piscina. E, mais uma vez: água turva. Além disso, as incrustações de cálcio decorrentes podem, também, entupir o seu filtro! O que por si só também leva a uma água suja ou turva.

Outros desequilíbrios químicos

Níveis altos de fosfato, bromo ou estabilizadores, como ácido cianúrico, também podem deixar sua piscina turva. Caso você use ácido cianúrico na sua piscina, precisa verificar constantemente os seus níveis. Assim como os níveis de cloro livre. O excesso de ácido cianúrico reduz, e muito, a quantidade de cloro livre — que já sabemos ser um problema. Consequentemente, as bactérias se acumulam e transformam o ácido cianúrico em amônia. Ou seja: tudo contribui para a água turva.

Confira este blog para aprender mais sobre pH, alcalinidade total e dureza de cálcio!

Filtragem deficiente

Uma filtragem inadequada pode ser decorrente do uso insuficiente do filtro diariamente (ele deve ser usado no mínimo 6 horas por dia!) Além disso, também há a possibilidade do equipamento estar entupido ou desgastado. Tudo isso resulta em má circulação!

Cada tipo de filtro pode apresentar problemas próprios. Então se certifique de que o seu filtro está funcionando adequadamente para que a água da sua piscina não fique turva.

Fatores externos também levam a uma piscina turva

Muita coisa pode acabar chegando até a água da sua piscina. Como folhas, galhos, insetos, poeira, pólen ou substâncias misturadas à água escoada após uma tempestade. Ademais, os próprios banhistas contribuem com suor, produtos de higiene, etc. O problema é que a água não vai ficar indiferente a tudo isso. Até a água da chuva pode afetar a água da sua piscina.

Se você não tomar os devidos cuidados (equilibrando a água para que os químicos façam seu trabalho adequadamente, recolhendo detritos, mantendo o filtro funcionando na medida certa, etc.), a água vai se tornar inevitavelmente suja. E muito provavelmente turva também!

Agora que você sabe de tudo isso, te convidamos a conferir nosso blog sobre como tratar uma piscina com água turva! Não deixe que esse problema estrague a sua diversão.