Piscina e chuva: mitos e verdades

13 de janeiro de 2017
Piscina e chuva: mitos e verdades

Com a alta das temperaturas, a chuva costuma fazer algumas visitas rotineiras durante o verão. Assim como as piscinas, elas ajudam a refrescar, mas para quem tem piscina em casa, a dúvida é: o que fazer com a piscina em dias chuvosos?

Sabemos que a higienização da piscina é imprescindível e nesse período essa atenção deve ser redobrada, pois juntamente com a refrescância, a chuva também traz resíduos que se acumulam na superfície da água.

Alguns achismos circulam essa época, como se é perigoso utilizar a piscina em dias de chuva, se a água é capaz de atrair raios e tantos outros. Vamos tentar sanar alguns deles e indicar alguns procedimentos que podem te ajudar a manter sua piscina em dias chuvosos.

A água atrai raios?

A água conduz grande eletricidade, assim como o cloro e isso intensifica a condução para uma área externa. Quando uma pessoa se encontra meio submersa em água, ela pode atuar como um para-raios porque seu corpo faz essa mediação entre o ambiente externo e a água.
Então evite nadar em dias chuvosos!

Comer e depois nadar, pode?

De certo sua mãe também diz: nada de comer e voltar para a piscina!E não é que ela têm razão?
Nadar exige um maior trabalho dos nossos vasos sanguíneos e se isso é feito depois de uma refeição, o trabalho que deveria ser direcionado para a digestão é redirecionado para os músculos e isso pode causar má digestão, aumentando o risco de afogamento, principalmente no caso de crianças. Então, espere ao menos uma hora para novos mergulhos.
Mas, no caso de atividades sem muita movimentação, a piscina tá liberada!

A água da chuva altera a água da piscina?

Sim, a chuva tende a abaixar o pH e isso causa uma série de alterações na água. Essa não regularidade deixa a piscina mais suscetível, sobretudo para o surgimento de algas.

Acesse nossa última postagem para saber como prevenir e eliminar as algas da sua piscina.