Olimpíadas – corpo são e mente sã

12 de fevereiro de 2016
Olimpíadas – corpo são e mente sã

Todas as atividades físicas submetidas a uma competição e a um regulamento são chamadas de esportes. Essa prática é uma forte aliada à educação, à saúde e ao aspecto social, pois conseguem condensar em si componentes essenciais para a formação física, psíquica e social que constitui um indivíduo. Quando o esporte é inserido na vida de crianças e adolescentes, ele traz muitos benefícios, como a criação de bons hábitos, o respeito ao próximo, o trabalho em equipe e o ensino e aprendizado de valores importantes para a sociedade como um todo.

Cada esporte possui a sua especificidade que definirá um processo de execução, lugares próprios para eles e uma finalidade. Este ano, será celebrado no Brasil a maior festa do esporte, as Olimpíadas.

As Olimpíadas

Esse evento é muito mais antigo do que se pensa, tendo suas raízes na Grécia Antiga, quando os soldados gregos, visando desenvolver habilidades físicas e criar competições, exerciam, neste contexto, o famoso lema “mais rápido, mais alto e mais forte”. Surgia, então, um culto ao corpo dedicado a Zeus, o deus supremo, na cidade de Olímpia, daí o nome de Jogos Olímpicos. Interessante notar que não somente o físico era o foco desse espetáculo, outro princípio grego muito válido para os dias de hoje, mas também o corpo e a mente sãos, pois para os gregos o que vale é o conjunto que forma o homem.

O povo grego possuía uma cultura étnica unificada, mas, politicamente, eles eram divididos por cidades-estados com autonomia e funcionavam como se fossem países diferentes dentro da própria Grécia. A cada 4 anos, todas as cidades-estados se reuniam num festival religioso e deixavam de lado suas diferenças para competir.
Passado o tempo, muitas coisas aconteceram e a Era Cristã abandonou a prática, alegando que se tratava de um culto pagão. Mais tempo se passou e esses jogos foram revisitados em 1900, e hoje, como na Grécia Antiga, celebra-se de 4 em 4 anos o espetáculo ao esporte. Algumas outras modalidades foram sendo acrescentadas, abrindo o leque de possibilidades das Olimpíadas Modernas.

Anteriormente, não havia uma profissionalização dos esportes, sendo que os atletas, muitas vezes olímpicos, eram pessoas normais que exerciam outras funções. A definição de esporte como profissão é algo recente, e ainda sim, uma profissão difícil, pois exige tempo disponível, dedicação e treino, e tudo isso muitas vezes sem o patrocínio de empresas ou do próprio país. Mesmo assim, temos atletas como fortes representantes do esportismo profissional, e entre os atuais alguns deles são César Cielo, Diego Hipólito, Fabiana de Almeida Murer e Maurren Magi. Outros nomes consagrados que já renderam muitas medalhas ao Brasil são João do Pulo, Torben Grael, Oscar Schmidt e Maria Lenk, a primeira mulher brasileira a participar de uma olimpíada.

As modalidades Aquáticas nos Jogos Olímpicos

A Henrimar apoia o esporte e acredita que este pode trazer vários benefícios aos indivíduos que o praticam. Acreditamos, sobretudo, que o esporte proporciona benefícios físicos, psíquicos e sociais importantes para a comunidade. A saber, algumas modalidades que são praticadas em piscinas são: Natação, Nado Sincronizado, Saltos Ornamentais e Polo Aquático.

Referências:

Portal Terra 

Jogos Olímpicos e Paralímpicos