Olhos vermelhos após a piscina: descubra a verdade sobre o cloro!

15 de agosto de 2019
Olhos vermelhos após a piscina: descubra a verdade sobre o cloro!
Para quem tem o costume de passar muito tempo na piscina, é comum que ao fim do dia os olhos estejam vermelhos. Muitas pessoas atribuem a culpa ao cloro. Outras, justificam dizendo que havia urina na piscina. Mas… Será que isso está certo? Hoje, vamos trazer alguns fatos verdadeiros sobre esse assunto. Assim, você descobrirá de quem é a culpa dos olhos vermelhos depois de nadar. É do cloro ou da urina? Fique atento nas informações!

Por que os olhos ficam vermelhos após passar o dia na piscina?

Apesar de algumas pessoas atribuírem a culpa dos olhos vermelhos ao cloro e outras à urina, ambas as ideias estão equivocadas. Na verdade, a vermelhidão, irritação e ardência nos olhos são causadas por conta da combinação de ambos os fatores citados acima – o cloro e a urina. E ainda, há um adicional: o suor e outros fluidos corporais dos banhistas. Com a soma de todos esses fatores – cloro, urina e fluidos corporais –, chega-se ao resultado de um novo composto químico. Esse composto químico é chamado de cloramina. Ele é o responsável por causar a irritação nos olhos. Por isso, preste atenção nos passos a seguir. Eles te ajudarão a melhorar os olhos irritados, e também a tratar sua piscina para evitar esse tipo de problema.

Como melhorar a vermelhidão e ardência?

Lavar os olhos

Essa ação pode eliminar os possíveis resíduos que estejam em seus olhos. Contudo, existem várias maneiras de fazê-lo. Por exemplo, simplesmente enxaguando os olhos com água fria da pia. Além dessa maneira, existe a possibilidade de utilizar um colírio para restaurar a umidade dos seus olhos. Essa forma de lavagem eliminará a sensação de “raspagem” provocada pela cloramina.

Aplicar compressas

Compressas frias são rápidas e simples, e ajudam muito a desinchar os olhos. Além disso, também reduzem a irritação. A compressa pode ser feita com uma toalha molhada de água. Outra possibilidade de compressa é aplicar sachês de chá molhados e frios em cima dos olhos. Um chá que acalma e possui propriedades anti-inflamatórias é o chá de camomila. Basta mergulhar o sachê na água fria e deixá-los molhar. Depois, é só colocá-los sobre as pálpebras. Por fim, existem também legumes que ajudam nesse processo, você acredita? Dá para colocar pepinos e batatas na geladeira, para ficarem frios. Depois, é só cortar duas fatias e colocar sobre os olhos. Eles aliviam a irritação e podem ajudar a eliminar a inflamação causada pelo composto de cloro, urina e fluidos corporais presentes na água da piscina.

Algumas dicas de prevenção

Prestar atenção na quantidade de cloro

Quando a piscina pertence a você, é mais fácil fazer o controle com relação às prevenções. Basta estar atento a fazer a ”cloração de sua piscina corretamente. Dessa forma, a quantidade de cloro não será nem acima do ideal – causando irritações nos olhos por exemplo. Por outro lado, a quantidade também não será abaixo do ideal – deixando de cumprir seu papel desinfetante.

Entrar sempre com o corpo limpo

Essa é uma maneira muito fácil de lidar com o problema. Como já dissemos em um blog anterior, a ducha antes de entrar na piscina é uma maneira de preservar a água. Ou seja, entrar na piscina com o corpo limpo, é diminuída a probabilidade de a cloramina se fazer presente.

Não urinar na água

Muitos podem pensar que essa é uma regra extremamente simples de ser obedecida. Entretanto, muitas crianças pequenas (principalmente) acham uma prática inofensiva. Por isso, instrua bem os banhistas: nada de xixi na piscina! Pois, em grande quantidade, além de causar irritação nos olhos, pode até mesmo levar a irritações na pele e problemas respiratórios. Com certeza não é esse o seu desejo, né?

Utilizar óculos de natação

Por fim, se a piscina que você for utilizar não é sua, provavelmente você não tem ideia de como é mantida sua limpeza. Desse modo, com certeza essa é a melhor medida de proteção! Os óculos de natação não permitem que a água com cloro, urina e outros fluídos entrem em contato com seus olhos. Assim, você poderá nadar à vontade sem se preocupar com as consequências.
cloro
Diante das informações, podemos concluir que o problema de olhos vermelhos depois de nadar é fácil de ser resolvido. Basta pensar no ditado “prevenir é melhor que remediar”. Por isso, cuide da quantidade de cloro em sua piscina e mantenha os banhistas informados quanto aos cuidados corporais para aproveitar a água!