Gerador de ozônio: você conhece essa alternativa?

12 de abril de 2019
Gerador de ozônio: você conhece essa alternativa?

O cloro é o produto mais conhecido quando se trata da limpeza de piscinas: ele se livra dos germes, oxida a água e combate as algas. Mas ao mesmo tempo em que faz seu trabalho, também oferece as suas já bastante conhecidas desvantagens (odor, irritação nos olhos, reações alérgicas). Porém, o que poucos sabem, é que existem outras alternativas para o cloro, como o gerador de ozônio.
Um gerador de ozônio é um dispositivo que se conecta ao encanamento de filtragem da piscina e insere o gás ozônio na água para filtrá-la e limpá-la. Ele é geralmente usado ​​em conjunto com outros tratamentos químicos mais tradicionais. Como o cloro, por exemplo: o ozônio sozinho não é capaz de higienizar a piscina. Mas ainda assim há muitos benefícios ao adotá-lo se pensarmos nos altos níveis de produtos químicos necessários para a desinfecção da água e que causam os desconfortos já citados.

Como o gerador de ozônio funciona?

O ozônio é uma molécula formada por três átomos de oxigênio. Ela se origina quando moléculas de oxigênio são quebradas e unidas novamente.
O ozônio tem uma poderosa propriedade desinfetante e oxidante: além das piscinas, ele também é usado, por exemplo, em purificadores de ar em consultórios médicos e estúdios de ioga.
Existem dois tipos de geradores de ozônio: feito por luz ultravioleta ou por descarga de corona, nos quais as moléculas de oxigênio são separadas e depois combinadas para criar o ozônio.
No sistema de luz UV, lâmpadas especiais de vapor de baixa pressão criam o ozônio. Essas moléculas modificadas são inseridas na água e então começam a higienização de imediato.
No método com descarga de corona, o gerador de ozônio cria uma pequena descarga elétrica em uma câmara cheia de ar. Essas descargas são feitas dentro de uma unidade vedada e formam assim as moléculas de ozônio. O mesmo então se segue: elas são difundidas na água e iniciam a higienização.
Após entrar em contato com os germes e as bactérias, o gás ozônio criado volta a ser então o simples e bom oxigênio (O2).

Desvantagens

Ainda que o ozônio seja eficiente, ele é limitado. Como vimos, após um tempo o ozônio gerado volta ser o oxigênio comum e isso acontece antes que ele seja capaz de se espalhar totalmente e limpar a piscina por completo. Ou seja: seu curto tempo de vida faz com que ele não seja suficientemente eficaz, precisando portanto da ajuda de produtos químicos.
Por isso o ozônio é mais apropriado para lugares como spas, por causa do volume pequeno de água. Além disso, o gás não é próprio ao combate de algas. Assim, outros produtos com essa finalidade também são necessários.
Os geradores de ozônio funcionam melhor com ar seco. Caso você viva em um clima úmido, ele terá um desempenho menor.

Vantagens

Estudos mostraram que seu uso livra a água de mofo, bolor, bactérias, leveduras e fungos. Ele também é eficaz no combate e remoção de óleos corporais e outros resíduos trazidos pelos banhistas. Isso diminui a necessidade de adoção de outros métodos com química forte em grande quantidade para purificar a água. Os geradores de ozônio reduzem o uso de cloro em até 90%.
Então, reafirmamos isso: o uso de um gerador de ozônio reduz substancialmente, mas não cancela, a necessidade do uso de agentes químicos.
Uma das principais vantagens então é que, em comparação com o cloro, o ozônio não irrita os olhos nem a pele e não apresenta odor. O gás também deixa o pH da água equilibrado, além de ser muito menos corrosivo do que o cloro.
Por substituir parte dos produtos químicos, o uso de um gerador de ozônio ajuda a reduzir os custos gerais de manutenção para manter a piscina limpa. Afinal, o dispositivo só precisa ser comprado uma vez. Além de não ser corrosivo como as outras substâncias, como vimos, então menos reparos são necessários.
Além disso, trata-se de um dispositivo que precisa de eletricidade para funcionar, mas a demanda por energia é a mesma que a de uma lâmpada de 60 watts, então não há um alto custo adicional à sua conta de luz.

gerador de ozônio

Imagem: Shutterstock

Vale lembrar que o gerador de ozônio é usado para organismos microscópicos e não substitui a manutenção da piscina. Folhas e outros detritos grandes devem ser removidos, assim como partículas menores precisam ser retiradas com o uso de um filtro de piscina de qualidade.