Entenda mais sobre o Zika Vírus

26 de fevereiro de 2016
Entenda mais sobre o Zika Vírus

Praticamente desconhecido, o Zika vírus ganhou notoriedade ultimamente na mídia pela epidemia que vem trazendo ao Brasil. Na verdade, ele é um forasteiro e veio para terras brasileiras com a Copa do Mundo. Antes que pense que esse foi o Legado Copa, a globalização está bem envolvida nesse caso.

As pessoas transitam por onde querem e atravessam espaços sem dificuldades e em curto período de tempo, isso tudo graças ao processo tecnológico e à globalização que deixou o mundo uma grande aldeia. Nesse processo, há seus prós e contras e um destes contras são as doenças, antes endêmicas, e, agora, mais populares do que nunca.

Aqui no Brasil, o Zika vírus encontrou um local tranquilo e favorável para seu projeto de expansão. “País tropical e abençoado por Deus” tem calor, chuvas e problemas sérios de políticas públicas, que não priorizam saneamento básico nem infraestrutura para a população. Se a Dengue já fez um estrago, essa doença, que se manifesta mais branda, pode oferecer um risco, principalmente às gestantes e às novas gerações: há suspeitas de que a doença, ou as formas de impedir a proliferação do mosquito, estejam ligadas à microcefalia. Ainda não comprovada, essa condição que afeta, sobretudo o Nordeste e os mais pobres, pode ter consequências ao futuro da nação e de seu povo.

Como o próprio nome diz, o Zika vírus é um vírus, assim como a Dengue. Ele também possui o mesmo vetor, o mosquito Aedes aegypti, um conhecido de todos há algum tempo. Mesmo sabendo a receita do não deixar água parada, está difícil controlar essas doenças – ainda sem vacinas.

Todo cuidado é pouco

O mosquito transmissor dessas doenças possui um ciclo de vida rápido, de 7 dias. Por essa rapidez, que o impedimento da doença se tornou um fator dificultante para todos. Além de ser muito rápido, ele se adapta a qualquer acúmulo de água, por isso a observação para que todos fiquem de olho em recipientes que acumulem água em qualquer parte da casa, quintal ou rua.

Para que os casos de dengue, zika e chikungunya sejam diminuídos, toda a população deve se mobilizar e tomar conta de seu quintal.

Referências:

Portal Saúde