Dengue: ela não precisa te visitar esse verão

Com a chegada da estação mais quente do ano batendo na porta, uma velha preocupação volta a ser centro das atenções: a dengue.

Como a maioria das pessoas sabe, a água parada é o local preferido para a proliferação do mosquito, e mesmo com a ausência dela, os ovos podem sobreviver até dois anos. A qualquer contato com a água, o ciclo de vida do ovo é reiniciado.

Para aqueles que possuem piscina em casa, o cuidado tem que ser redobrado.

Evite que os ovos do mosquito da dengue se proliferem na sua piscina

Há a necessidade de manter regularmente sua piscina limpa e com a quantidade de cloro adequada. Isso evita que os ovos do mosquito se proliferem e causem transtornos à sua família e a toda a vizinhança. Fazer a filtragem da sua piscina por, no mínimo, 8 horas diárias, também auxilia no combate às larvas do mosquito.

Além disso, eles se alimentam de resíduos orgânicos e a limpeza de folhas, sujeiras e qualquer outro tipo de material também é extremamente necessária. Isso ajudará a regularizar o pH da água, que deve estar entre 2 a 3, 0 ppm, variando de acordo com o calor do sol.

Atenção! Além da filtragem e do uso do cloro é necessário manter as bordas das piscinas sempre limpas. Isso evita que a fêmea do mosquito deposite seus ovos ali.

Em caso de períodos de chuva ou desuso, mantenha a piscina sempre coberta. Uma piscina bem cuidada evita moradores indesejados.

A Henrimar conta com uma linha de produtos completa para te auxiliar nesse processo. Conheça nosso kit de limpeza e utilize nosso estojo de testes para checar o pH da água.

Previna a dengue de forma simples, mas de maneira eficiente. Sua família e o meio ambiente agradecem!

Os comentários estão fechados.