Férias escolares: segurança em casa e na piscina

As férias escolares enfim chegaram, e com ela, toda a alegria das crianças durante esse momento. Brincadeiras, passeios, viagens e muita diversão, são a pauta da vez. E para tudo ficar perfeito, uma coisa é necessária: segurança.
Pesquisas apontam que durante as férias, há um aumento de 25% nos índices de acidentes domésticos envolvendo crianças. São acidentes como quedas, sufocamentos, afogamentos, atropelamentos, choques, queimaduras e intoxicações, contudo, medidas simples podem evitar transtornos. O ideal é ensinar as crianças sobre os riscos e ampliar os cuidados entre os pais e os familiares.

Cuidados em casa para evitar acidentes com as crianças

A primeira dica é tomar cuidado com o fogo aceso no fogão. Geralmente, muitas pessoas deixam as panelas no fogo e vão fazer outras atividades ou tarefas domésticas. Não deixe o cabo da panela virada perto da borda do fogão para evitar futuras queimaduras.
Em dias chuvosos, evite lugares abertos e dentro das piscinas. É recomendável se afastar de objetos metálicos, como portões. Atenção às tomadas, elas devem ser bloqueadas com um protetor, o risco de mortes em crianças de até 5 anos por choque elétrico, cresce em mais de 50% durante as férias.
As gavetas devem ser travadas, principalmente as que tem objetos cortantes, como facas, itens de cozinha em geral, materiais de escritório e objetos pequenos, que se tornam um grande potencial para cortes e engasgamento. Cuidado também com medicamentos e produtos de limpeza ao alcance das crianças, mantenha-os sempre em locais protegidos.
Tome cuidado também com baldes e recipientes de água, principalmente com crianças pequenas.

Adaptações e equipamentos de segurança na piscina

As piscinas, mesmo que sejam menos usadas durante as férias de julho, também devem ter uma atenção especial.
O afogamento é um grande risco para crianças e, por essa razão, é importante adaptar todo o espaço em que a criança vive, incluindo as áreas de lazer, como forma de prevenção de acidentes. A área da piscina deve ter uma grade de segurança com cerca de 1.20m, que possa ser trancada.
Deixe sempre boias e espaguetes ao alcance, pois, em caso de queda, as crianças podem se segurar nestes objetos até que um adulto possa auxiliá-la.
Ensine seus filhos a nadar, ou ao menos boiar desde pequenos. Além de ser uma salvação para um momento de necessidade, este aprendizado ainda rende muitos momentos de descontração e intimidade em família, que são muito importantes para pais e crianças.

A educação é a melhor forma de prevenção contra qualquer tipo de acidente. Desde que as crianças são pequenas, os pais precisam ensinar sobre os riscos de algumas atitudes e conscientizá-las sobre a segurança. Mas, é importante lembrar que as crianças são aventureiras e curiosas por natureza e os pais não podem chance para o acaso, afinal, todo o cuidado é pouco!

Para excelentes férias: diversão + segurança!

Para mais dicas de segurança na piscina, acesse: Dicas de Segurança Henrimar

Os comentários estão fechados.