Criança na piscina: diversão e perigo à vista!

9 de dezembro de 2016
Criança na piscina: diversão e perigo à vista!

A chegada dos dias ensolarados e das altas temperaturas faz das piscinas o destino certo para as famílias se refrescarem. Essa é também uma das atividades preferidas de qualquer criança.  Mas para que essa diversão seja completa, algumas precauções devem ser tomadas.

Quando o assunto envolve criança e água, todo cuidado é pouco! Assim, além de uma piscina limpa, é necessário que a piscina esteja segura para receber nossos pequenos nadadores.

Ainda que o uso de boias e coletes salva vidas seja a forma de proteção mais indicada, eles não podem ser considerados instrumentos de salvamento ou proteção.

As crianças não devem, em hipótese alguma, nadar sozinhas. A melhor prevenção é sempre ter um responsável atento por perto, caso haja alguma emergência – câimbras, contusões ou até mesmo males súbitos. Crianças tendem a entrar em pânico em situações de emergência, fazendo com que o risco de afogamento seja ainda maior.

Evite acidentes com algumas dicas da Henrimar

As piscinas de casa precisam de atenção redobrada! É necessário proteger a área da piscina para evitar que as crianças a acessem sozinhas. Algumas opções como cercas – que devem ter no mínimo 1,5m e não possibilitem a escalada – e portões com travas seguras dificultam o acesso dos pequenos sem a supervisão de um adulto.

Alarmes e sensores de movimento também auxiliam na proteção, mas não eliminam o risco de acidentes. O ideal é que esse e outros recursos sejam usados em conjunto para auxiliar na prevenção de acidentes.

Pisos antiderrapantes também são altamente recomendados. Muitas quedas são ocasionadas devido ao piso escorregadio que pode causar escorregões, traumas e até fraturas graves.

Cortes em azulejos quebrados e ralos de piscina também são uma preocupação. Conheça nossa linha de piscinas em fibra, entre em contato conosco ou com uma de nossas revendas e previna alguns acidentes.