Como surgiram as piscinas

12 de setembro de 2014
Como surgiram as piscinas

O nome piscina vem de L. PISCES, “peixe”, no princípio, as piscinas nas casas romanas não eram feitas para a prática de natação e sim para criação de peixes.

As primeiras piscinas públicas têm relatos de serem grandes tanques encontrados em pirâmides no Antigo Egito. São essas as construções que mais se aproximam das piscinas atuais.
Com a difusão do Cristianismo na idade média as piscinas eram usadas para os rituais de batismo. Passado o tempo as piscinas passaram a ser pias batismais, porém a prática religiosa ganhou o gosto do povo e os chamados ‘’ tanques’’ foram adaptados ao lazer da população.

Século XVII
No século XVII já existiam alguns balneários com piscinas públicas, porém a água não era tratada e por esse motivo, as pessoas que frequentavam os balneários e usavam as piscinas ficavam expostas a várias doenças.

A mudança com o surgimento da natação
Apenas com a surgimento e a prática da da natação foi que as piscinas começaram a ser tratadas como são hoje em dia, pois os atletas exigiam uma higiene melhor, já que usavam e usam as piscinas frequentemente e não poderiam ficar expostos a doenças.
Desde antigamente até os dias atuais as piscinas são referências de lazer e diversão e com isso a prática de esportes aquáticos, como a natação e o biribol, ganharam destaque em campeonatos mundiais.

Hoje em dia o tratamento das piscinas é totalmente diferente, a preocupação com a higiene e os cuidados que devem ser tomados são primordiais, até mesmo antes de o cliente adquirir uma piscina deve ser alertado e informado sobre passado todos os cuidados necessários.

E você gostou de saber um pouco mais sobre a história das piscinas? Então não descuide da saúde da água da sua piscina e curta seu final de semana!