A vida gira em torno do sol?

Dizem que a vida gira em torno do sol, mas tenho a impressão de que a vida de muitas pessoas gira em torno dos problemas, das preocupações, de afazeres, de obrigações e de pequenas tarefas diárias que costumam chamar de rotina. Essa sexta-feira é uma data que apocalíptica ou não é marcada por um acontecimento celestial: o solstício. O dia, aqui no hemisfério sul é o dia mais longo do ano. Teremos a luz do dia iluminando nosso Brasil maravilhoso por muito mais tempo, mas muitas pessoas não irão sequer notar isso…

Se hoje fosse o fim do mundo, as pessoas dariam fim às suas preocupações diárias, dariam fim àquele pensamento corrosivo de que o dia deve ser adiado para ser aproveitado, as pessoas deixariam de trabalhar por obrigação e com certeza aproveitariam o dia lindo, longamente, vagarosamente, aproveitando cada instante do último dia do mundo, desse mundo de negócios, de obrigações de deveres.

O solstício é o momento em que o sol para, simplesmente para depois de atingir a maior declinação latitudinal em relação à linha imaginária do Equador e depois continua a iluminar normalmente a terra. Mas porque será que as pessoas também hoje não poderiam parar para aproveitar esse sol maravilhoso, aproveitar essa energia tão boa? Ficarem deitadas perto da piscina, sem fazerem nada, sem se preocuparem, pensando simplesmente no que quisessem ou fazendo uma retrospectiva interior para pensarem em torno do que a vida está girando e se vale realmente a pena manter esse eixo ou se ele deve ser mudado.

Hoje o mundo físico não acabou, mas e esse mundo interior que está o tempo todo mudando? Será que ele irá acabar? Será que terá fim os dias de preocupações e os dias de estresse? Será que esse mundo pode passar a girar em torno do sol, em torno daquilo que nós consideramos importante e não apenas em torno daquilo que as pessoas dizem ser importante? Pensem nisso!

Os comentários estão fechados.