Biribol – esporte aquático brasileiríssimo

21 de agosto de 2015
Biribol – esporte aquático brasileiríssimo

Em meados de 1968, um professor e empresário inventou um jogo aquático para estimular a prática da natação. Surgiu assim o Biribol, que ganhou esse nome pois foi criado na cidade de Birigui, no interior de São Paulo. O inventor foi o professor Dario Miguel Pedro, que, a princípio, batizou o jogo de frescobol, mas com a necessidade de estabelecer regras, patenteou-o como biribol em 1978. Hoje, é uma prática que possui campeonatos e é a mais nova modalidade esportiva genuinamente brasileira.

O Brasil é um país tropical e uma de suas características é o calor. Para afastar o calor, praticar o biribol é uma opção, além de ser bem divertido. A prática é feita, geralmente, em piscinas de 4x8x1,30 de dimensão com o uso de rede, poste e bola. É um esporte educativo e recreativo, praticado por 4 jogadores em cada lado. Muito semelhante ao vôlei, possui algumas características próprias que o compõem como Biribol. A partida é dividida em 3 ou 5 sets de dozes pontos cada um. Uma de suas vantagens é que não é necessário saber nadar, pois os jogadores ficam em pé dentro da piscina.

Democrático e divertido, o jogo de Biribol aceita qualquer idade e tipo de pessoas, é uma prática que proporciona muitos benefícios físicos e psíquicos, muito recomendada a portadores de necessidades especiais, com problemas cardíacos, artrose e até em alguns casos de traumas.

A Liga Nacional de Biribol foi criada em 1999, a fim de expandir o esporte pelo Brasil e promover os jogos abertos e campeonatos da prática. Hoje, a liga de biribol evoluiu e ajuda a montar equipes para competições com o oferecimento de treinos e suporte necessários para os atletas.

Agora que você um pouco da história do Biribol, que tal fazer uma partida!

Referência:

Liga Nacional de Biribol