Alternativas para o cloro: como se livrar das irritações e do cheiro forte

27 de julho de 2018
Alternativas para o cloro: como se livrar das irritações e do cheiro forte

A maioria das pessoas utiliza cloro nas suas piscinas. Mas é certo que muitas delas também se perguntam se existem alternativas melhores. Afinal ele é associado à irritações na pele ou aos olhos vermelhos que podemos apresentar depois de um banho de piscina. Sem contar aquele cheiro forte… Mas será que há uma alternativa para o cloro? Não podemos esquecer que ele é essencial para manter a água da piscina limpa e própria para o banho. Descubra com a gente a seguir se os outros produtos que encontramos valem ou não a pena.

Alternativas para o cloro: o sal

O sal é uma alternativa muito usada para o cloro. Mas é preciso dizer que sua piscina não ficará livre dele. Vamos entender melhor o porquê.
Para utilizar sal na piscina, você precisa de um dispositivo chamado gerador de cloro salinizador. Ao colocar sal na sua piscina, o equipamento aplica uma corrente elétrica ao sal. Transformando-o em cloro. Mas esse método, ao contrário do que acontece com o cloro comum, não irrita os olhos nem resseca a pele.
Você também se livra do cheiro forte. Isso porque durante o processo, o dispositivo deixa o nível de cloro livre alto. Isso é importante porque é o cloro livre (que poderíamos chamar de “cloro bom”) é aquele que mantém sua água limpa e clara.
Níveis elevados de cloramina é que são os verdadeiros culpados quando você ouve reclamações sobre irritação ou sobre o cheiro de cloro. Ao transformar o sal em cloro, os níveis de cloramina diminuem.
Outra razão para o sal ser uma ótima alternativa para o cloro é que ele geralmente é mais barato. Mas tenha em mente que as células de sal (que estão dentro do gerador de cloro) precisam ser limpas de vez em quando. E também não duram para sempre. Você precisará substituí-las a cada 5 anos.

Alternativas para o cloro: o ozônio

A segunda alternativa para o cloro é o ozônio. Nesse caso, você precisará de um gerador de ozônio. A idéia por trás dos geradores de ozônio é que eles ajudarão no combate aos microorganismos. Este processo pode reduzir o uso de produtos químicos de 60 a 90%. Mas, sozinho, o gerador de ozônio não pode higienizar uma piscina. Ele precisa ser usado em conjunto com algum outro tipo de saneamento. Como o cloro.
Durante o processo de limpeza de uma piscina, ao se livrar dos microorganismos, é quando o nível de cloro livre fica mais baixo. É também quando se cria a cloramina. Então não é como se pudéssemos evitar a cloramina ao utilizarmos o cloro para manter a piscina limpa. Mas com o ozônio, a quantidade de cloro necessária é menor. E quanto menos consumo de cloro, menos cloramina na água. Por isso o ozônio continua sendo uma boa alternativa para o cloro.

Alternativas para o cloro: o bromo

O bromo é outra alternativa para o cloro. Mas só quando usado em piscinas fechadas.
Ao utilizarmos cloro na piscina, acrescentamos também o ácido cianúrico. Ele é usado para proteger o cloro contra os raios UV. Os raios UV reduzem a eficácia do cloro. Protegê-lo garante que o cloro permaneça efetivo em doses relativamente baixas. O bromo, por outro lado, não pode ser estabilizado contra os raios UV. Então levaria muito mais do produto químico para higienizar uma piscina. Por isso o bromo é frequentemente utilizado em piscinas cobertas e em spas. Afinal, não exigem o ácido cianúrico como em uma piscina ao ar livre.
O bromo é uma alternativa relevante para o cloro porque é eficaz e conveniente. A água não requer muito teste e é mais estável. Já que quando usamos o cloro precisamos sempre ter certeza de que os níveis de pH, por exemplo, estão adequados. Com o bromo a água permanece equilibrada por um longo período de tempo.
Mas ele é mais caro que o cloro.
Mas, por mais que seja um ótimo desinfetante, não é tão bom em oxidar como o cloro. Isto significa que não vai limpar a sua água tão bem. Para solucionar isso, muitos proprietários de piscinas usam um sistema híbrido que usa bromo e cloro.

Alternativas para o cloro: o PHMB

O PHMB (polihexametileno biguanida) é uma alternativa que dispensa completamente o uso de cloro. Já que faz o mesmo trabalho. Além de não ser afetado pelos raios UV.
Mas o PHMB também não oxida a água. Por isso será necessário usar o peróxido de hidrogênio, conhecido como água oxigenada, para suprir essa falta. Não é possível combinar com o cloro, como no caso anterior. Você também precisa colocar um algicida para ter certeza de que a água permanecerá clara.
Mas atenção: não coloque o PHMB se a água da sua piscina estiver com qualquer tipo de tratamento. Ou seja, qualquer outro produto químico. Caso contrário. o PHMB vai deixar a água da sua piscina escura, o que também irá manchar sua estrutura. Isso é um alerta também para outros produtos de uso comum. Então é preciso ter atenção.

alternativas para o cloro

Imagem: Shutterstock


Todas as alternativas para o cloro vistas apresentam suas vantagens e suas desvantagens. No caso do salinizador e do ozônio é preciso investir em equipamentos. E eles não são baratos. Mas oferecem vantagem a longo prazo. Além disso, o ozônio precisa ser combinado ao cloro. Assim como o bromo que apresenta suas restrições. O PHMB, por outro lado, promete ser uma ótima solução. Mas exige bastante atenção e cuidado.
O que concluímos disso é que com essas alternativas para o uso de cloro conseguimos nos livrar do cheiro forte, assim como das outras irritações. Mas é preciso pesar as vantagens e desvantagens em cada situação antes de tomar uma decisão.